segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Um minuto

Volto do supermercado. Durante a viagem, aprecio a paisagem. Não olho, aprecio. E descubro que cada segundo, algo é diferente. O pássaro pousou no fio. Voltou a voar. Puff, foi atropelado. Aquilo dói-me. As pessoas são demasiado cruéis e demasiado bem tratadas pelo simples facto de acharem ser o elo mais forte. Os animais defendem-se quando pensam estar perante o perigo. As pessoas atacam quando detêm o poder. Sem qualquer outra razão.

O que sou eu, realmente? O que faço aqui? O que somos nós, humanos, além de um monte de pele, ossos, músculos, e neurónios? Conseguirei algum dia encontrar alguém como eu? Será que o amor muda mesmo as pessoas? Para melhor? Ou para pior? Demasiadas perguntas. Porque falei eu em amor, de um momento para o outro, de qualquer das formas? Esta era a altura em que esbarrava contra alguém na rua e encontrava o amor verdadeiro, certo? Rio-me. Demasiado conto de fadas. Nada disso vai acontecer na minha vida e, provavelmente, em nenhuma das vossas. Sou estranho, é difícil compreender-me. Um minuto, mil pensamentos diferentes. Cheguei.

(excerto de algo que tenho andado a escrever.) Boa noite!


0 comentários:

Enviar um comentário

Acerca de mim

A minha foto
Música. Família. Amor. Amizade. Escrita. A procura por mim mesma. Vida. E é a isto que se resume. Sintam-se à vontade por aqui & enjoy. :)

AUTÊNTICO

AUTÊNTICO
"To avoid criticism say nothing, do nothing, be nothing" ;-)

Em destaque

Meu amor!

Deixa que o poder dos sentimentos opere em ti. Desliga-te de qualquer teoria e pré-concepção. Deixa a descoberto as tuas defesas. Sê como o...

Followers

Visitas

AUTÊNTICO (C) Verónica Silva. Com tecnologia do Blogger.