quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Resultados

Ouço música e procuro verbalizar o que sinto. Esta procura e necessidade constante de escrever. Mantém-me viva, mantém-me lúcida e, ainda assim, alimenta os meus sonhos. O que não deixa de fazer sentido. O lúcido sabe que tem a capacidade de sonhar. E, com isso, a capacidade de realizar. Tal como a liberdade requer disciplina, o sonho requer lucidez. E vice-versa.
Cada um de nós tem uma história. E sim, agora poderia também afirmar que cada um de nós é uma história. Ou, talvez soe melhor, uma personagem. Uma personagem da nossa história e de tantas outras histórias de tantas outras pessoas. Personagens boas, personagens más, de histórias más e histórias boas. Costumam dizer que somos autores do nosso próprio livro. E somos, concordo plenamente. Mas eu acrescentaria algo mais: somos autores do nosso próprio livro, a partir de certo ponto. A partir do ponto em que percebemos que o contexto em que nos encontramos construiu, destruiu, colou, cortou, ensinou, completou, influenciou tudo o que somos até ao momento em que o nosso coração bate instantaneamente mais uma vez. E outra. E outra. Quer queiramos, quer não, cada um de nós é muito mais do que aquilo que guardou de cada episódio da sua vida. Somos o resultado de tantas daquelas histórias que, paralelamente à nossa, aconteceram no mundo à nossa volta. Não de todas, claro. Mas de muitas. Por isso é que damos por nós a nunca mais nos esquecermos de situações que nada têm a ver connosco. E aprendemos com elas. 
O que quero dizer, no final de contas, é que todos nós temos uma razão de ser quem somos e como somos. Uma ou várias que talvez a maioria desconheça. Mesmo que de forma inconsciente. Talvez se nos lembrássemos disto a cada dia, fôssemos capazes de não julgar quem quer que seja. 
E sim, ainda assim somos os responsáveis pelo nosso futuro. Teremos sempre esse poder de escolha. Principalmente a partir do momento em que percebemos que podemos afetar qualquer pessoa à nossa volta e que podemos também ser afetados, se não tomarmos cuidado e não pensarmos antes de agir. A partir do momento em que temos conhecimento de que cada ato tem uma repercussão mais complexa do que pensamos. Tudo é sempre um ponto de partida.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Liberdade

Sempre pensei que ser livre fosse fazer as nossas escolhas, ter a coragem de avançar, de nos mantermos fiéis a nós próprios, de sentir o Sol na cara e viajar mais do que o mundo terreno e material nos permite. E é. Também é. Mas com o tempo, tenho visto que a liberdade é algo mais. Algo muito mais complexo do que correr contra o vento, abrir os braços e voar.
A liberdade é, além de tudo isto, saber disciplinarmo-nos.
 
 

sábado, 8 de fevereiro de 2014

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Another dimension.

Lend me your eyes, I can change what you see
But your soul you must keep totally free
Awake my Soul
I'm gonna take you for a ride on a Big Jet Plane
Gonna hold you, gonna kiss you in my arms
Gonna take you away from home

We'll feel that Fresh Feeling
And remember the Good Old Days
We'll make a story just for you and me

And realize that life goes fast, that it's hard to make the good things last
But we're never gonna quit it, no we're never quit it, no
List of songs:
 - Mumford & Sons, Awake My Soul
 - Angus & Julia Stone, Big Jet Plane
 - EELS, Fresh Feeling
 - EELS, Good Old Days
 - Atlas, Easy Driving
 - The Flamming Lips, Do You Realize?
 - The 1975, Chocolate



Acerca de mim

A minha foto
Música. Família. Amor. Amizade. Escrita. A procura por mim mesma. Vida. E é a isto que se resume. Sintam-se à vontade por aqui & enjoy. :)

AUTÊNTICO

AUTÊNTICO
"To avoid criticism say nothing, do nothing, be nothing" ;-)

Em destaque

Meu amor!

Deixa que o poder dos sentimentos opere em ti. Desliga-te de qualquer teoria e pré-concepção. Deixa a descoberto as tuas defesas. Sê como o...

Followers

Visitas

AUTÊNTICO (C) Verónica Silva. Com tecnologia do Blogger.